Samsung Galaxy A20 – Review

Samsung Galaxy A20 – Review

Samsung Galaxy A20 – Review

O Galaxy A20 é uma versão melhorada do A10, trazendo leitor de digitais e tela AMOLED que fazem falta no modelo mais barato, mas será que compensa pagar mais por ele? É isso que você confere agora em nossa análise.

Diante da infinidade de lançamentos da Samsung em 2019, realmente é difícil não ficar perdido entre tantos aparelhos lançados, ainda mais quando são tão parecidos. Aqui analisamos tudo o que o A20 tem a oferecer e se ele é melhor que outros modelos encontrados na faixa de R$ 1 mil no mercado nacional.

Acessórios

A embalagem do Galaxy A20 é idêntica a dos demais modelos da linha M, o que muda é só a ilustração do aparelho na tampa. Além do celular, você receberá:

  • Carregador de no máximo 15W sem suporte a carregamento acelerado
  • Cabo USB no padrão C
  • Chavinha para abrir gaveta dos cartões SIM e microSD
  • Fone de ouvido básico
  • Guia do usuário

O A20 não vem com capinha ou película de proteção na caixa. Por ser um celular simples já era esperado que os acessórios fossem apenas o essencial.

Design e construção

Por fora temos o mesmo design já conhecido, corpo de plástico com acabamento brilhante nas opções de cores preta, azul e vermelha.

Ele é bastante parecido com o A10, mas traz câmera dupla e leitor biométrico na traseira. Aqui temos conexão USB-C, diferente dos outros modelos básicos da Samsung.

Por ter acabamento brilhante que parece vidro, a traseira acaba riscando com facilidade e acumula muita marca de dedo na opção de cor mais escura.

O leitor biométrico funciona bem, sendo um pouco lerdo às vezes. Há também biometria por facial, mas a diferença no tempo de desbloqueio é pequena.

O A20 é do mesmo tamanho do Galaxy J8, mas por adotar entalhe em forma de gota no topo da tela, suas bordas são mais finas e permite entregar quase meia polegada a mais de tela. Aqui temos 158,4 mm de altura, 74,7 mm de largura e 7,8 mm de espessura com 169 gramas de peso.

Na lateral esquerda há uma gaveta híbrida, que permite usar dois chips e um cartão microSD ao mesmo tempo. Do lado direito do A20 temos os botões de energia e controle de volume.

Tela e som

Enquanto o M20 e modelos mais baratos da Samsung trazem painel LCD simples, neste temos tela Super AMOLED de boa qualidade.

A resolução é apenas HD+, mas é suficiente para termos uma imagem nítida. Por padrão você terá cores saturadas, mas é possível regular a saturação escolhendo entre quatro perfis.

O brilho é alto suficiente para permitir que você use o celular fora de casa, desde que evite usá-lo diretamente no sol.

Há apenas um alto-falante próximo à entrada USB. A potência sonora é boa e não distorce no volume máximo.

O fone de ouvido que acompanha o A20 é o mesmo do A10, sendo apenas na cor preta. É um modelo bastante simples e a qualidade sonora não é boa.

Desempenho e jogos

O A20 vem com a mesma plataforma Exynos 7884 do modelo mais barato, mas aqui temos mais memória RAM, o que garante melhor desempenho.

Ainda assim, ele é um celular lento para sua categoria e fica abaixo em desempenho até de antigos modelos da linha J.

Em benchmarks temos valores abaixo a de outros na mesma faixa de preço, mas pelo menos o A20 não decepciona em jogos.

Usamos a ferramenta Gamebench para medir o desempenho em jogos:

  • Asphalt 8: 30 fps
  • Asphalt 9: 28 fps
  • Injustice 2: 49 fps
  • Modern Combat 5: 60 fps
  • PUBG Mobile: 25 fps
  • Subway Surfers: 60 fps
  • Vainglory: 45 fps

E sua bateria também rende bem, garantindo mais de 7 horas de jogatina antes de implorar por uma tomada.

Câmeras

Na traseira há uma câmera de 13 MP, mesma do A10, acompanhada de uma secundária de 5 MP com lente mais ampla.

Com iluminação adequada é possível registrar boas fotos com a lente principal. As imagens apresentam um nível razoável de detalhes e cores fortes sem exagerar.

O A20 tende a perder o foco com facilidade em cenários abertos, mas em locais fechados sofre menos deste problema.

A câmera grande angular pode ser usada para diminuir o zoom e fotografar paisagens, mas há distorções em torno das bordas, o que pode causar um pouco de distração.

Bateria

Se você está perdido com a enorme quantidade de modelos intermediários lançados pela Samsung nas últimas semanas e tem na bateria um dos quesitos mais importantes, o Galaxy A20 é certamente uma opção interessante.

Ele não tem uma autonomia tão boa quanto Galaxy M20 e Galaxy M30, mas foi o melhor modelo da nova geração da linha Galaxy A que testamos até aqui, superando com boa folga as marcas de Galaxy A10 e Galaxy A50, e ficando acima também do que conseguiu o Galaxy M10.

Resumo do nosso teste de bateria com o Galaxy A20:

  • Foram necessárias 20 horas e 17 minutos para o dispositivo desligar.
  • A tela permaneceu ligada por 10 horas e 33 minutos.
  • Realizamos 14 ciclos completos de testes, incluindo:
  • O app que mais consumiu foi o YouTube;
  • O app que menos consumiu foi o Modern Combat 5;
  • A temperatura ficou entre 20° e 31°C
  • O consumo em standby ficou em 1% por hora

Considerando o conjunto oferecido por Galaxy A30, A70 e A80 (modelos que ainda não testamos), podemos dizer que muito provavelmente o Galaxy A20 acabará ficando com o posto de melhor opção em autonomia de bateria da família.

Não deve ser problema chegar a um dia inteiro de uso mais intenso com o aparelho, mesmo com muita navegação web, jogos e reprodução de vídeos no YouTube, garantindo assim uma autonomia mais do que suficiente para praticamente todo tipo de usuário.

Ele passa menos tempo na tomada que seus rivais, graças ao carregador mais potente que aquele que acompanha o A10.

Software

O Galaxy A20 sai da caixa com Android Pie e interface One UI da Samsung que otimiza o uso com apenas uma mão.

O sistema até responde bem, mesmo com alguns pequenos engasgados. Não notamos travamentos ou lentidão em aplicativos populares, mas jogos mais pesados exigirão um pouco mais de paciência.

A versão exata da One UI quando testamos era a 1.1 e o pacote de segurança ainda de abril de 2019 (isso em junho). Pelo visto Samsung não se esforçará para manter seu básico atualizado e protegido contra falhas de segurança.

E contra seus rivais?

O A20 segue o mesmo exemplo do A10, ele é um celular perdido dentro do novo portfólio da Samsung. Ele consegue ser mais lento que o M20 e entrega bateria inferior. Até mesmo o Galaxy J8 lançado em meados de 2018 tem mais a oferecer.

Se você busca um bom celular por algo próximo de R$ 1 mil, recomendamos o Moto G7 Power ou Mi 8 Lite. O modelo da Motorola oferece melhor desempenho e bateria, enquanto o da Xiaomi entrega câmera superior.

Mas caso o seu interesse seja um smartphone da Samsung, recomendamos o Galaxy M20 como uma melhor opção que este.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Bela tela AMOLED
  • Desempenho em jogos
  • Autonomia de bateria
  • Tempo de carregamento

Pontos fracos

  • Alto-falante e fone de ouvido fracos
  • Desempenho geral abaixo dos concorrentes
  • Conjunto de câmeras
  • Modo retrato

Avaliação final

Custo - benefício

O A20 chegou ao mercado por R$ 1.299, por esse valor há opções mais interessantes, até mesmo da própria Samsung.

Embalagem e características

Os acessórios são os mesmos do Galaxy A10, mas apenas na cor preta. O fone é das antigas e a qualidade sonora não é boa.

Comodidade

O A20 tem acabamento em plástico liso, que torna o aparelho escorregadio e junta muita marca de dedo.

Facilidade de uso

A One UI facilita o uso com apenas uma mão, só esperávamos melhor otimização para uso com vários apps.

Multimídia

Tela Super AMOLED de qualidade e bom nível de brilho, só faltou uma melhor potência sonora e fone de qualidade.

Votação Geral

O Galaxy A20 é um intermediário que peca para celulares mais básicos. Até mesmo o M20 oferece um melhor conjunto.